Mais da metade das vagas da vela nos Jogos Olímpicos Rio 2016 já tem dono. Encerrado neste domingo, dia 21, em Santander, na Espanha, o Campeonato Mundial de 2014 distribuiu 138 das 274 vagas Olímpicas do esporte, classificando 39 países para a primeira edição dos Jogos na América do Sul.

França, Grã-Bretanha e Nova Zelândia tiveram ótimo desempenho na competição realizada nas águas espanholas, conquistando vagas em cada uma das dez classes Olímpicas. Uma das vagas francesas foi conquistada com o título da dupla formada por Billy Besson e Marie Riou na classe Nacra 17, que fará sua estreia no programa Olímpico dos Jogos Rio 2016.

“Estamos muito felizes, foi uma boa semana para nós. Treinamos muito durante o inverno com outros barcos franceses e isso nos fortaleceu. Trabalhamos muito essa semana para chegar a essa posição. Cometemos erros em alguns momentos, mas lutamos muito para manter nossa posição na frente”, comentou Besson.

Na classe Finn, vitória britânica com Gilles Scott. Campeão mundial em 2011 e vencedor do primeiro evento-teste dos Jogos Olímpicos Rio 2016, em agosto, o britânico comemorou o fato de fechar a temporada bem sucedida com a classificação.

“A temporada foi ótima para mim e não consigo pensar em uma maneira melhor de encerrá-la do que com a conquista do título mundial. Foi um evento ótimo, estou muito satisfeito com a maneira como velejei e sempre temos o que aprender com isso”, afirmou Scott.

Francesa Charline Picon conquistou o título mundial na classe RS:X (Foto: ISAF)

Francesa Charline Picon conquistou o título mundial na classe RS:X (Foto: ISAF)

Com vaga garantida em todas as classes por ser o país-sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o Brasil também brilhou nas águas espanholas. Com a dupla formada por Martine Grael e Kahena Kunze, o país conquistou o título mundial na classe 49erFX.

“Meu coração estava muito acelerado antes do início. Foi difícil, pois o vento estava bastante rondado, mas sabíamos tudo o que estávamos fazendo”, disse Martine, ao fim da regata da medalha.

Além de França, Grã-Bretanha e Nova Zelândia, outros 36 países também conquistaram vagas nos Jogos Rio 2016: Dinamarca (7), Holanda (7), Itália (7), Austrália (6), Espanha (5), Estados Unidos (5), Rússia (5), Suécia (5), Áustria (4), China (4), Croácia (4), Finlândia (4), Noruega (4), Alemanha (3), Irlanda (3), Japão (3), Polônia (3), Portugal (2), Lituânia (2), Israel (2), Argentina (2), Chipre (2), Bélgica (2), Canadá (2), Eslovênia (2), Grécia (2), Suíça (2), Bielorrússia, Estônia, Guatemala, Hungria, Ilhas Virgens, México, República Tcheca, Singapura e Tunísia.

As vagas conquistadas na competição serão destinadas aos Comitês Olímpicos Nacionais dos países, que decidirão quais atletas os representarão, ocupando as embarcações nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Ao todo, 274 barcos competirão na Baía de Guanabara nos Jogos Rio 2016. Além dos 138 que foram definidos em Santander e das dez vagas brasileiras, outros 47 se classificarão através do Campeonato Mundial de 2015 e 75 garantirão vaga em classificatórios continentais realizados entre 2015 e 2016. As quatro vagas restantes serão definidas por convites feitos pela Federação Internacional de Vela (ISAF).

Veja abaixo as vagas conquistadas em cada classe:

RS:X Masculino: Alemanha, Argentina, China, Chipre, Dinamarca, Espanha, França, Grã-Bretanha, Grécia, Holanda, Israel, Itália, Japão, Lituânia, Noruega, Nova Zelândia, Polônia e Rússia.

RS:X Feminino: China, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Holanda, Israel, Itália, México, Nova Zelândia, Polônia e Rússia.

Laser: Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Chipre, Croácia, Dinamarca, Estados Unidos, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Holanda, Ilhas Virgens, Irlanda, Itália, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Singapura, Suécia e Tunísia.

Laser Radial: Bélgica, Bielorrússia, Canadá, China, Croácia, Dinamarca, Estados Unidos, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Holanda, Irlanda, Itália, Lituânia, Noruega, Nova Zelândia, República Tcheca, Singapura e Suécia.

Finn:Austrália, Croácia, Dinamarca, Eslovênia, Estados Unidos, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Hungria, Noruega, Nova Zelândia e Suécia.

470 Masculino: Austrália, Áustria, Croácia, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Grécia, Japão, Nova Zelândia, Rússia, Suécia e Suíça.

470 Feminino: Áustria, China, Eslovênia, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Holanda, Japão, Nova Zelândia e Rússia.

49er: Austrália, Áustria, Dinamarca, Espanha, França, Grã-Bretanha, Irlanda, Itália, Nova Zelândia e Portugal.

49erFX: Alemanha,Austrália, Dinamarca, Espanha, França, Grã-Bretanha, Holanda, Itália, Nova Zelândia e Suécia.

Nacra 17: Argentina, Austrália, Áustria, Dinamarca, França, Grã-Bretanha, Holanda, Itália, Nova Zelândia e Suíça.

Fonte: rio2016.com