Enquanto os melhores atletas do mundo se preparam para brilhar nas arenas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, outra grande competição toma conta das escolas municipais cariocas. Após provarem que “jogam limpo”, chegou a hora dos alunos do programa de educação do Rio 2016 mostrarem que também batem um bolão quando o assunto é solidariedade. Parte da Maratona de Valoresiniciativa que tem como objetivo mobilizar e integrar a comunidade escolar por meio de atividades coletivas -, o desafio “Escola Solidária” incentivou estudantes de 31 instituições de ensino a realizar ações de voluntariado em bairros cariocas (veja todas nos vídeos abaixo).

Para cumprir a missão, cada uma das escolas participantes deveria enviar um vídeo com um projeto de voluntariado desenvolvido pelos alunos, com orientação dos educadores. O objetivo é criar uma cultura de voluntariado entre os alunos e melhorar a vida da comunidade no entorno das escolas.

“Precisamos resgatar essa questão dos valores, como respeito, determinação e amizade. Esses valores precisam ser aprendidos e vivenciados na prática pelos alunos. Pouco a pouco, conseguimos contagiar a escola inteira”, comemorou Eliete Ventura, diretora da Escola Municipal Orestes Barbosa.

Alunos da Escola Municipal Embaixador Araújo Castro organizaram uma tarde de atividades para os estudantes com deficiência, com direito a dança, experiências científicas, jogos de tabuleiro e prática de esportes (Foto: Rio 2016)

Alunos da Escola Municipal Embaixador Araújo Castro organizaram uma tarde de atividades para os estudantes com deficiência, com direito a dança, experiências científicas, jogos de tabuleiro e prática de esportes (Foto: Rio 2016)

Uma das iniciativas de maior destaque foi a contribuição dos alunos da Escola Municipal Orestes Barbosa, na Vila Kennedy, para a Fundação Laço Rosa, que atua voluntariamente na prevenção do câncer de mama. Foram mais de 200 centímetros de cabelo doados – em média, as meninas abriram mão de cerca de 20 centímetros cada uma.

Segundo os alunos, a iniciativa foi dedicada à aluna Gabriele Costa, de 16 anos, que faleceu em julho vítima de leucemia.

“Pensamos em fazer algo sobre um assunto que tem sido um grande desafio para a humanidade e tentar ajudar as pessoas que sofrem com essa doença”, disseram os alunos.

Já a ação escolhida pela Escola Municipal Luiz Delfino, na Gávea, teve como foco a sustentabilidade. Alunos e professores lideraram um mutirão de limpeza no Parque da Cidade, com direito a produção de cartazes para a conscientização sobre a importância do meio ambiente e de sua preservação.

“A administração do Parque gostou tanto que pediu para deixarmos os cartazes expostos na entrada. Foi tudo feito pelos alunos. Apenas garantimos a segurança na coleta, distribuindo luvas descartáveis e evitando que objetos cortantes fossem recolhidos”, disse Adriana Teixeira, coordenadora pedagógica da escola.

Os vídeos enviados estão em votação desde o último dia 10 no YouTube. As três escolas que somarem o maior número de visualizações serão declaradas as vencedoras do desafio, que terá como premiação uma visita ao Centro Aquático Maria Lenk, palco das disputas de nado sincronizado e saltos ornamentais nos Jogos Rio 2016.

A Maratona de Valores faz parte de uma série de ações realizadas pelo Comitê Rio 2016, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, que já incluiu o Transforma no sistema de políticas públicas da cidade.

Confira abaixo todas as ações:

Fonte: rio2016.com